As melhores férias em Espanha e os melhores locais de férias em Espanha

14
Jan 11

Há cada vez mais gente que opta por reservar um apartamento de férias ou moradia de férias em vez de quartos de hotel. Flexibilidade e independência, conforto, privacidade e muitas vezes preços mais atrativos são a razão desta escolha. Mas na imensa oferta disponível na internet convém acautelar possíveis situações duvidosas.

Se esta é a primeira vez que vai recorrer à internet para alugar a sua futura casa de férias siga as seguintes dicas:

  1. Idade do site: encontrou um site com muitas casas de férias, verifique há quanto tempo é que está online, quanto mais antigo, mais seguro deverá ser. Evite sites com menos de um ano.Para verificar a idade de um site insira o nome do site por exemplo no Way back Machine, que lhe dará os resultados mais antigos do site.
  2. Burlas? Pesquise no google ou no sapo o nome completo do site (www.site-de-casas-de-ferias.com) aliado a termos como fraude, burla (www.site-de-casas-de-ferias.com +burla). Se houver algum problema, surgirá nos resultados das pesquisas.
  3. Presença de publicidade: um site cheio de banners, anúncios para clicar ou pop-ups, serve apenas para o proprietário do site ganhar dinheiro com cliques dos visitantes. As casas, que podem existir ou não, são apenas um isco para atrair visitantes que ao clicarem nos anúncios são encaminhados para outras páginas. A publicidade pode ser uma boa ferramenta, mas em exagero, o melhor é desconfiarmos da seriedade desse site.
  4. Contactos: se não existirem contactos no site, o melhor é desistir. Havendo um problema durante o uso do site, não vai ter ninguém para ajudar!
  5. Ai, que barato! É barato demais para ser verdade ou tem um desconto enorme, ... desconfie! Se a casa fosse sua, alugava-a pelo preço anunciado? Não? Então esqueça, que a oferta não é séria.
  6. Pouca informação e poucas fotos. Assumindo que uma casa de férias é um investimento, que o proprietário deseja rentabilizar, parece-me pouco credível uma divulgação fraquinha; será que o proprietário não quer alugar? Ou tem algo a esconder? Peça mais informações, fotos e a morada completa para que possa tomar a sua decisão.
  7. Contacto do proprietário: peça os contactos do proprietário pesquise-os na internet como fez com o site: nome do proprietário ou email +burla. Se a casa de férias fica em Espanha ou em Itália, mas o proprietário mora em África?! Isto é fraude: depois vai pedir-lhe para enviar o dinheiro e diz-lhe que alguém lhe entregará a chave: quando chegar ao local da casa, provavelmente vai ver o local, mas não a casa.
  8. Morada da casa: Confirme no Google Maps a morada da casa de férias e veja se ela existe.
  9. Hóspedes anteriores: Em caso de dúvida peça os contactos de anteriores hóspedes e pergunte-lhes sobre a experiência na casa.
  10. Emails enviados: guarde todas as comunicações com o proprietário.
  11. Cartão de Crédito: se possível pague com cartão de crédito, já que estes tê quase sempre seguros que cobrem fraude.
  12. Caução: muitos proprietários exigem uma caução de segurança contra danos provocados pelo hóspede durante a estadia. Faça fotos quando chegar e quando sair do apartamento e vistorie o mesmo na companhia do proprietário. Desta forma terá sempre uma prova em caso de litígio.

Cada vez mais gente opta por este tipo de alojamento de férias, sem nunca ter qualquer tipo de problemas. Por isso, não há motivo para ser diferente consigo, apenas deve usar de alguma cautela! No entanto e para simplificar o início da sua pesquisa, deixo-lhe aqui alguns sites seguros, que estão no mercado há bastante tempo e que verificam a qualidade do alojamento anunciado:


Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
15

16
17
18
19
21
22

23
24
25
27
28
29

30
31


Publicidade
tags

todas as tags

mais sobre mim
pesquisar
 
Diretórios de Blogues
Directorio de Blogs Portugueses
Central Blogs
BlogBlogs.Com.Br
Diretório de Blogs
Minube
viajar
blogs SAPO